sexta-feira, setembro 23, 2005 Margarida Lozano 6 Comments

"É que é já a seguir!"

Na camioneta reparei numa miúda ao telemóvel que dizia o seguinte:

Risos. Claro, então! Risos. É que é já a seguir! É mesmo já a seguir! Risos. Hã-hã! É que é já a seguir! Risos. Estás doido! É já a seguir! A seguir! Risos. Claro, claro! Vou mesmo fazer isso! É já a seguir! É que é já a seguir! Risos.

E eu cá para mim: hás-de ir longe...

6 comentários:

sexta-feira, setembro 23, 2005 Margarida Lozano 2 Comments

Um dia não-normal

Ontem:
  • Recebi a informação de que podia entrar no metro sem gastar "cacau";
  • Entrei numa carruagem que não tinha luz... Agora imaginem lá, no túnel, a malta agarrada as suas carteiras sem ver nada nem ninguém.

2 comentários:

segunda-feira, setembro 19, 2005 Margarida Lozano 13 Comments

Acho que o governo dos E.U.A deveria gabar-se menos e agir mais. Por exemplo: ir até a Nova Orleães (... não?! Ou o grito de desespero não lhes atinge?)

13 comentários:

quarta-feira, setembro 14, 2005 Margarida Lozano 2 Comments

"Viver... Calando a vida"


Silenciar para ouvir. Silenciar para ver. Silenciar para aprender. Silenciar para meditar. Silenciar para viver. Silenciar para falar. Silenciar para partilhar. Silenciar para humanizar.

2 comentários:

segunda-feira, setembro 12, 2005 Margarida Lozano 7 Comments


Foi ontem... Foi ontem que tudo se "desmoronou", foi ontem que o mundo esteve atento, foi ontem que todos entraram em desespero, foi ontem que todos sofreram, foi ontem que todos choraram, foi ontem que todos fizeram os (im)possiveis... E foi ontem que todos se uniram para combater o terrorismo de 11 de Setembro.

7 comentários:

segunda-feira, setembro 12, 2005 Margarida Lozano 5 Comments

"Pagas, levas o troco!"

No canal do Chat, reparei num pequeno pormenor:

«Ois! A minha namorada meteu-me os cornos e eu quero fazer o mesmo. Alguém que queira teclar comigo? Beijinhos fofos.»

Eu pergunto: será que é preciso dar pontos á estupidez? Já uma traição é bastante mau, mas pior mesmo é trair por ter sido traído.
Alguns dos rapazes diziam o seguinte: "Claro! Assim é que é! Não me dava por otário; olha, olha... Eu admitir que a minha namorada o fizesse e eu não, queres ver."
Claro, mas não se apercebem que para além de se contradizerem estão a fazer ainda uma figura mais parva - a meu ver claro.

5 comentários:

quinta-feira, setembro 08, 2005 Margarida Lozano 4 Comments

«Tudo bem?»

Acho que esta pergunta caiu muito na banalidade.
Normalmente estou bem, mas nunca estou sempre bem. Por exemplo: conheceste uma pessoa na quarta-feira, e na quinta ela encontra-te e pergunta: «'Tão, tudo bem?». Mesmo que não estejas bem vais acenar sim com a cabeça, pois se começas a contar os teus problemas ela muito provavelmente não vai ligar pois só te conheceu ontem; e como contar o que se passa contigo a alguém que conheces à horas?!
E já se tornou tão comum que muitas vezes nem se ouve uma resposta. Dois tipos cruzam-se e dizem: 'Tão? Tudo bem? E seguem caminho sem sequer parar para responder. Tornou-se quase uma pergunta retórica. E se é algo que ela não espera ouvir é: "Não, por acaso não estou lá muito bem... Ontem murreu o meu piriquito e antes d'ontem(...)".

4 comentários:

quarta-feira, setembro 07, 2005 Margarida Lozano 0 Comments

O vaipe das 12h.12 :

"Ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, bai dar uma ganda bolta! Ehhhhhhhhhhhhhh"

0 comentários:

sexta-feira, setembro 02, 2005 Margarida Lozano 1 Comments

Antes de ficar por aqui, quero desejar:

Muitos Parabéns: Bruno e João! =)

1 comentários:

quinta-feira, setembro 01, 2005 Margarida Lozano 3 Comments


Eu não estava a brincar quando disse que me ia inscrever para a Marinha. Já o fiz ;)

3 comentários:

quinta-feira, setembro 01, 2005 Margarida Lozano 3 Comments

E para começar o Setembro da melhor maneira:

"Wake Me Up When September Ends"

Summer has come and passed
The innocent can never last
wake me up when september ends

like my fathers come to pass
seven years has gone so fast
wake me up when september ends

here comes the rain again
falling from the stars
drenched in my pain again
becoming who we are

as my memory rests
but never forgets what I lost
wake me up when september ends

summer has come and passed
the innocent can never last
wake me up when september ends

ring out the bells again
like we did when spring began
wake me up when september ends

here comes the rain again
falling from the stars
drenched in my pain again
becoming who we are

as my memory rests
but never forgets what I lost
wake me up when september ends

Summer has come and passed
The innocent can never last
wake me up when september ends

like my father's come to pass
twenty years has gone so fast
wake me up when september ends
wake me up when september ends
wake me up when september ends


(Green Day)

3 comentários: