É de vez...

terça-feira, março 29, 2011 Margarida Lozano 14 Comments

   
   
... Finalmente.


Para quem teve conhecimento e até mesmo bloggers que ainda desconhecem a minha amizade com hospitais, eis que a minha esperança está mais forte que nunca! 
Há 13 anos que tenho um problema no joelho, sendo seguida por vários médicos, diagnósticos errados, falsas esperanças. Este problema obrigou-me a desistir de praticar desporto, sobretudo deu-me receio. Ruptura no Ligamento Cruzado Anterior - um problema tão simples de descobrir para médicos persistentes. Não havia um único ano em que não torcesse o joelho, seja a correr ou até mesmo ao andar (sim, é verdade).

"Até pareces um jogador de futebol", disse-me um amigo. A diferença entre eu e um jogador de futebol é que este tem apenas 4 meses de recuperação, e eu tenho 6 meses para recuperar-me. Uma operação (a realizar-se em Abril) que aparenta ser simples, mas depois disso a nossa força é testada ao máximo. O que me mantém positiva é que depois de toda esta fase sei que posso voltar a correr e a andar sem receios; e quem sabe, voltar a praticar modalidades. Louvo por não ter problemas mais graves.
  

14 comentários:

Já pensaram?

segunda-feira, março 28, 2011 Margarida Lozano 13 Comments

  
   
Comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir...
 
Será só este o nosso objectivo/missão enquanto humanos?
 
Comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir, comer-trabalhar-dormir...

Se não fizermos mais nada e pela sociedade ou humanidade (como queiram chamar)... acaba por ser isto mesmo. Pobre.

E a vossa opinião? :)
    

13 comentários:

Budapeste

quinta-feira, março 24, 2011 Margarida Lozano 8 Comments


  
St. Stephen's Basilica
 
Budapeste é uma cidade que aparenta ser muito triste nos dias de Inverno. Algumas pessoas a chamam de cidade sombria, devido aos edifícios cinzentos e muito antigos. Os que lá vivem testemunham que não é um sitio ideal para viver; mais para fazer "turismo". Felizmente tive dias de sol que deram oportunidade de  eu usufruir as vistas e o rio Duna. Budapeste não me cativou muito, se bem que há pessoas que adoraram! 


Buda Castle Royal, Chain Bridge

  
Em relação aos hábitos alimentares ou comida tradicional bastante conhecida: não têm. Estão constantemente a mudar a sua alimentação, se bem que achei curioso de saber que maioria dos húngaros comem carne e pizza ao pequeno-almoço. Estranho não é? Saudável é que não deve ser...
Se tiverem que comprar algumas lembranças, estar em restaurantes, e afins, o ideal não será no centro da cidade - é muito caro.
Até de longe, Portugal é bem mais bonito!... Os estrangeiros dizem o mesmo.
  

8 comentários:

Finalmente

sexta-feira, março 18, 2011 Margarida Lozano 11 Comments


Budapeste
    
...de férias!

      
E porque descansar não quer dizer apenas "estar todo o dia em casa", decidi tirar o máximo partido em descansar a mente por aqui. Sabe bem quebrar a rotina, abrir novos horizontes... Devemos ter dias só para nós sem ser preciso levar a mente e o corpo até á exaustão.
  

11 comentários:

quarta-feira, março 16, 2011 Margarida Lozano 6 Comments

Good things

Em pleno Inverno, S. João do Estoril

Se há coisa que aprecio bastante após uma longa semana de trabalho é 'esplanar'. É tirar partido de cada vista e deixar-me levar pelo som, pelo cheiro, pelo humor daqueles que mais gosto... já não dispenso. Numa tarde de sol, quando supostamente iria para uma esplanada, um dos meus amigos teve a brilhante ideia de 'esplanar' num sitio onde tem "o" melhor da vida: esta paisagem (da foto). Não se trata de uma esplanada, não tem cadeiras, nem mesas... mas para que queremos isso se já temos algo que nos faz sentir verdadeiramente bem? Com uma caneca w/ chá e bolo feito por ele ainda soube mais pela vida. 
   

6 comentários:

quarta-feira, março 09, 2011 Margarida Lozano 18 Comments

Há realidades que nos surpreendem

 
©Stumble

Um amigo meu teve a contar a última coisa que nunca pensaria em acontecer. Uma amizade de dois anos, dois amigos que gostam da companhia, a cumplicidade... até que ela deixa de aparecer pelos mesmos "caminhos". Deixou de a ver, estranhou o facto de ela não ter feito um telefonema ou uma simples mensagem. Passou três semanas, e ele decidiu telefonar-me. Atende a mãe dela:

"A Daniela morreu o mês passado"

O meu amigo entrou em choque e não foi capaz de reagir. Surreal, não é? Desejamos e estamos à espera de uma razão diferente que não esta. Principalmente quando essa pessoa nos toca o coração e faz-nos falta. Uma sensação que não desejamos a ninguém.
    

18 comentários:

segunda-feira, março 07, 2011 Margarida Lozano 13 Comments

Conversas #18

  
©gettyimages


    
  
Após os olhares em decotes das meninas numa noite de euforia, um colega meu 'transforma-se':
     
- Porra, mas por que é que sou casado?
- Ãh?!
- Por que é que sou casado?? - quase a arrebentar de desespero.
- Estás a brincar, não estás? Então porque é que casaste?!
   
Não, não estava.
  

13 comentários:

sexta-feira, março 04, 2011 Margarida Lozano 14 Comments

Pois, onde estão?

 
   
Quantas vezes nos deparamos sem papel, no WC, para secar as mãos? Muitas vezes! E é nestas alturas que eu gostava imenso de recorrer a este tipo de solução... Só para secar, ok?!... Pronto, podem 'brincar' um bocadinho também!
  

14 comentários:

quinta-feira, março 03, 2011 Margarida Lozano 17 Comments

Nunca estão completamente satisfeitos
   
   

Quando chegamos a uma certa idade, é quando as famílias (principalmente as mais tradicionais) nos chateiam tanto a cabeça para arranjar alguém, chegando ao ponto de eles próprios quererem escolher "o futuro" para nós. Entretanto, há outras que são mais originais ao arranjar um homem à força: colocando fotos das filhas na Internet como se fossem produtos do eBay, filmam enquanto elas estão no duche e colocam o vídeo no Youtube... "N" coisas que todas nós dispensamos! Quando finalmente temos alguém é que decidem chatear outra vez a 'mona' com o casamento - "Então e quando é que se casam?". Nada mais irritante que pressionarem! Eis que quando damos esse passo, não dou nem 3 meses e já estão a perguntar: "Então, e quando é que têm filhos?"...
    

17 comentários: