quinta-feira, abril 27, 2006 Margarida Lozano 6 Comments

Pois... A imaginação é uma das coisas que não tem preço

Contaram-me que muitas mulheres ao visitarem algum familiar/amigo recluso, eram apanhadas por terem telemóveis nas suas partes íntimas. Eu apenas pergunto se por acaso as malas estarão assim tão caras... Não, assim só por acaso...

6 comentários:

quarta-feira, abril 12, 2006 Margarida Lozano 0 Comments

P&%"# Hil$"&

Digam-me por favor, que eu não li bem isto. Prefiro que me digam que sou a grande burra em relação à língua inglesa. A sério, não me importo! Desde que não seja nada daquilo que li!

Eu prefiro não resumir essa mulher numa só palavra!

0 comentários:

segunda-feira, abril 10, 2006 Margarida Lozano 6 Comments

Curtas da vida

- Desculpa, tu bates em raparigas?
- Bato se for preciso!
- Estás a gozar não estás?
- Temos que impor respeito, e é assim que deve ser!
- Desculpa?
- Qual é a cena? Vocês não pediram igualdade de direitos?
- (depois de um estalo bem dado) Ora repete lá o que disseste? - disse eu.
- ...
- Bem me parecia (pausa) Cobarde.

Acho que alguns homens ainda não percebem o conceito de respeito e cavalheirismo. Foi-nos consebida a igualdade de direitos mas não o direito de sermos tratadas que nem lixo.

6 comentários:

sexta-feira, abril 07, 2006 Margarida Lozano 2 Comments

O cúmulo
Ás vezes fico extremamente assustada com certos comportamentos que vejo; digo assustada porque sendo eu mulher, não me quero tornar como certas pessoas que eu conheço (e que vou referir mais adiante)... Não sei se está no nosso gene, mas já vejo "coisas" destas a cruzar na minha vida constantemente. Todos sabem que a mulher fascina-se por um par de sapatos, uma roupa elegante, etc., etc.; conhecida pelo homem como a gastadora de trapos. Metem as mãos na cabeça e agarram-se fortemente aos seus cartões de multibanco cada vez que as suas mulheres entram numa loja de roupa. Sinceramente, há uns que gostam de dramatizar... Até porque maioria delas sabe que o maior problema, e o mais queixoso vindo de todas as bocas, é o financeiro. Continuando...
O cúmulo, cúmulo, e um dos mais reles cúmulo da estupidez, trata-se da minha colega: quase que grita bem nos meus ouvidos que está desesperada porque a sua conta está a zero - até mesmo em saldo negativo -, e que não pode fazer isto e aquilo porque não pode gastar dinheiro, e que lhe vai dar o badagaio, e que «POR AMOR DA SANTA!!!» isto não pode estar a acontecer com ela (palavras dela)... Ora, problemas financeiros é o que todos têm e que fazem os possiveis para que nada falte. Ela é basicamente o contrário: compra as coisas (caríssimas!) e só depois de as ter é que me diz que não gosta, vai até à Quebramar - a loja de roupa que nos leva á falência - porque diz que «é única, a loja 'dela', não vai a mais nenhuma e pronto»; vai ao cabeleireiro mais longe que 'sei lá o quê' porque - lá está a mania (o seu gene a falar mais alto) - é o melhor, o mais fino e o conceituado e que não pode ir a mais nenhum, etc., etc..
Resumindo e concluíndo: Tudo isto não passa de manias de alguém que se mete em merdas e não sabe gastar o dinheiro como deve de ser, não tem controlo e não quer responsabilizar-se... Chegando ao final do dia (QUASE todos os dias) a queixar-se da falta de dinheiro na sua conta.

2 comentários:

quinta-feira, abril 06, 2006 Margarida Lozano 2 Comments

O encalhado

Eram 4h.30 da matina, e recebo um telefonema:

- Estou?
- Sim?
- Estou sim?
- Sim...?
- É a Margarida?
- Sim....?
- Eh... A que dá aulas?
- Sim.
- Eh... Olha, é o interessado!
- Vá-se lixar! (risos)
- ...

Como é que um gajo consegue trocar umas boas horas de sono a um telefonema reles? Ahahah

2 comentários:

domingo, abril 02, 2006 Margarida Lozano 0 Comments

Quem é que...

Em seu perfeito juizo, vai à esquadra apresentar queixa de que lhe roubaram a sua bolsa de marijuana?

(Acho que não é necessário revelar o país.)

0 comentários:

sábado, abril 01, 2006 Margarida Lozano 4 Comments

Um dia tinha que ser...

Pois é, terei que encerrar o meu blog... um dia tinha que acontecer não é? Não porque estou a detestar escrever aqui; mas por motivo de saúde muito grave, terei mesmo que acabar... Como é que uma pessoa há-de ter cabeça para blogs e coisas assim? Obrigada pelas visitas. Foi um prazer enorme. Adeus.

1 de Abril, tenham um bom dia com mentiras! :p

4 comentários: