sábado, janeiro 30, 2010 Margarida Lozano 1 Comments

Mexe comigo... #2

 

 Este perfume para homem tira-me do sério.
Mesmo.

1 comentários:

quarta-feira, janeiro 27, 2010 Margarida Lozano 4 Comments

Conversas #3

Eu - Pode dizer-me a actividade da sua empresa?
Ele - Actividade da empresa...? Mas para que quer saber?
Eu - É importante saber para (...).
Ele - Epa, a actividade... hum... ahah... mas eu tenho mesmo de lhe dizer a actividade? É que é confidencial...
Eu - É mesmo importante, uma vez que não tem o CAE para me facultar.
Ele - Epa, sabe... É que se eu lhe disser terei de a matar... ahaha
Eu - Como!?
Ele - Sim, que eu não posso estar a dizer a actividade da empresa... assim sou obrigado a mata-la... ahaha
Eu -  Não será necessário... ahaha  ( possa, tanta coisa só para me dizer que se trata de uma casa de swing)

4 comentários:

terça-feira, janeiro 26, 2010 Margarida Lozano 1 Comments

"Selinho"
 


Foi oferecida pela Rita de Chocolate Para a Alma. Muito obrigada.

Neste blog eu encontro um pedacinho de mim: partilho o mesmo gosto em ler, o mesmo gosto pela escritora Joanne Harris, e ainda para mais quando se trata da palavra "chocolate"... Há uma tentação de ser diabética no meio disto tudo.

1 comentários:

terça-feira, janeiro 26, 2010 Margarida Lozano 1 Comments

Mexe comigo...


Quando estou tão concentrada, mas tão concentrada a ver um filme no cinema, e logo naquele preciso momento em está a mostrar as cenas mais culminantes.... é que decidem dar-me cotoveladas: Olha, olha!!

Adoro!                    


1 comentários:

segunda-feira, janeiro 25, 2010 Margarida Lozano 3 Comments

Onde os nossos lábios chegam...

Há coisa de 6 meses uma colega minha esteve a contar-me de um facto que aconteceu com a amiga do patrão dela. E acreditem que ainda hoje me espanta! Como me lembrei da situação decidi falar sobre isso aqui.

Esta tal "amiga-do-patrão" tinha tirado umas férias num país - que não me recordo muito bem o nome - e após o primeiro dia, ela e as amigas decidiram ir a uma discoteca para relaxar um bocado.
Copo puxa copo, conversa puxa conversa, e de repente a "amiga-do-patrão" curte com um homem que tinha acabado de conhecer e o ambiente começa a aquecer... Então este decide convida-la para ir ao apartamento dele. Ela nega, e à qual ele responde:
- Ok, tudo bem. Dou-te o meu cartão, e caso mudes de ideia diz-me que estarei por aqui.
E ela "ok".
O que é certo é que ela nunca lhe contactou e voltou para Portugal sem o ver mais.
...
Dois meses depois ela decide ir fazer uns exames porque tinha reparado numa coisa estranha nos lábios, à qual evidenciava herpes. Fez os exames tudo muito bem... No entanto quando os exames ficaram prontos a funcionária do hospital em Lisboa contacta-a para ir até ao local com máxima urgência.
Quando ela chega ao hospital depara-se com a PJ. Estes fazem-lhe questões e ela, completamente nervosa, sem perceber o que se passava ali. 
Então foi aí que eles disseram que nos resultados dos exames encontraram resíduos de cadáver nos lábios dela.
Estão a imaginar a cara com que fiquei quando a minha amiga contava-me aquilo... Então da cara dessa mulher nem falo!
A PJ tentando perceber a situação perguntou-lhe onde tinha estado nos últimos meses e com quem.
Ela contou que tinha feito uma viagem com as amigas, que conheceu um homem na discoteca, etc.. Contou tudo.
PJ- Tem algum contacto do senhor com quem esteve?
À qual ela respondeu que "não". Mais tarde lembrou-se que tinha um cartão dado por ele e disse a PJ.
Então imaginem: A PJ contactou as autoridades do país onde ela passou férias,  estes foram até ao local onde o homem residia e acabaram por encontrar 5 cadáveres dentro da casa dele.

Se ela tivesse resistido também seria mais uma vitima.
Não sei se chegou a ser noticia em um jornal, não sei... o que eu sei é que este tipo de situações pode acontecer com qualquer pessoa...

3 comentários:

CANYONING

sábado, janeiro 23, 2010 Margarida Lozano 3 Comments




Eu não saberia o que era até viver esta experiência! Quando me fizeram a proposta de ir explorar um rio pensei que fosse canoagem... E eu tudo bem, «vamos a isto»! 
Para alguns dos meus amigos é difícil de acreditar que eu vá meter-me nestas experiências; eles próprios dizem que sou uma Florzinha-de-estufa. Mas na verdade sou polivalente. Tanto estou de salto alto com pormenores de maquilhagem e cremes perfumados como a seguir ando de ténis qual militar que faz exercícios pesados (Entendem a diferença?)*!

Afinal eu iria fazer  Canyoning. Nunca ouvi falar, confesso, mas posso dizer que é umas das experiências mais fantásticas que tive - especialmente para quem gosta de natureza. Canyoning é um desporto que consiste - com base numa exploração profunda - em descer rios de montanha acompanhado com rappel. O contacto que temos com a natureza é soberbo!

Fiquei bastante surpreendida ao conseguir a proeza de fazer tal e qual o que a foto nos mostra, até pior. E o mais incrível? É que não é tão difícil como parece, mas ao mesmo tempo é super progressivo!
Aconselho-vos vivamente a passarem por esta experiência.

Este ano lá estarei em Arouca para mais Canyoning... GARANTIDO!


*Então se eles soubessem que eu candidatei-me p'ra Marinha, de duas uma: ou iriam rir até não poderem mais ou ficavam anestesiados!

  

3 comentários:

sexta-feira, janeiro 22, 2010 Margarida Lozano 3 Comments

PONTO G


Há 'coisa' de poucas semanas estava a ler uma noticia de uma mulher britânica que chega a ter 200 orgasmos por dia. É o que acontece quando existe uma disfunção sexual, dando o nome de Síndrome da Excitação Sexual Persistente. Isto é, cada vez que esta mulher ouve qualquer som/barulho ou vê um flash de uma câmara... qualquer coisa(!), ela chega ao ponto g de uma forma espontânea. E ás vezes chego a pensar:  Fooogo, andam tantas gajas numa luta para terem pelo menos um orgasmo, e depois "aparecem" estas sortudas [ou não - depende do ponto de vista] que têm mil orgasmos por semana sem qualquer tipo de esforço! 

E é com base neste pequeno relato que decidi dar algumas técnicas básicas, que podem ajudar algumas mulheres com dificuldades em chegar ao Ponto G.
Mas antes de começar, para certas meninas que tenham dificuldade em ler "masturbação" e "orgasmo", quero avisar o seguinte: é que nem pensem que vou estar a dizer "para os mais sensíveis neste assunto, é favor, de não ver/ler"... aliás devem ler tudo o que seja relacionado com a sexualidade sem qualquer tipo de sentimento de nojo e preconceito!

Nem toda a gente tem os mesmos gostos, e é difícil agradar todas as mulheres no mesmo sentido aquando do acto sexual. Daí, existe inúmeras técnicas para atingir o orgasmo feminino, até porque algumas delas em que para certas mulheres é infalível para outras não.

Regra Nº1:
- Primeiro de tudo e o mais importante é fazer masturbação. A masturbação serve para conhecer melhor as partes mais sensíveis e que mais gostamos do nosso corpo, e daí podermos usufruir de uma relação sexual mais confiante. Se não sentirem à vontade para fazer masturbação podem sempre pedir ajuda ao parceiro.

Regra Nº2:
- Preparar o ambiente em que se encontram de acordo com o vosso gosto. Podem decorar o ambiente com velas/ incensos, podem apagar a luz se sentirem mais confortáveis... Seja o que for. O importante é relaxar.


Regra Nº3:
- E uma vez que precisamos de sentir-nos confortáveis, devemos tirar todos os pensamentos da nossa cabeça que só serve para distrair, tais como: os problemas da vida profissional/pessoal, «o que é que eu vou fazer daqui a umas horas? ... E amanhã?», etc.

Regra Nº4:
- A concentração no momento. É necessário estarmos o mais possivel concentrados no que estamos a fazer e guiarmos pelo ambiente... Pensar só naquele momento e nada mais! Tentem esforçar.

Regra Nº5:
-  Tal como disse na regra nº 1, o parceiro pode ajudar a estimular os pontos mais sensiveis do corpo da mulher. Daí a comunicação entre duas pessoas é muito importante... E não falo de comunicação só em palavras, falo de gestos e toques que podem fazer um ao outro. A mulher deve guiar o homem para que este possa pegar nos pontos do corpo que a mulher mais gosta e estimula-los - por exemplo, pegar na mão do parceiro e guia-lo para as partes do corpo em que lhe dá mais prazer... Nem todos conhecem as partes mais sensiveis da mulher, e tal como eu referi, nem todas as pessoas têm os mesmos gostos.

Regra Nº6:
- Novas experiências! Diversidade nas posições, diferentes espaços (porque muita gente não sabe o quanto poderão ficar surpreendidos quando descobrirem no que poderá ser o sexo numa banheira cheia de pétalas de rosas/sais minerais, na cama, no chão, na varanda, etc.. É diferente!); podem utilizar óleos de massagens, "materiais" sensuais/sexuais... enfim, tudo o que possa tornar o momento não só original como excitante.

Regra Nº7:
- Deixar as inseguranças de lado. Quando estamos a focar no momento toda  a nossa mente bloqueará distracções negativas, e o nosso cérebro activará todas as suas partes sensoriais.

Tudo isto requer paciência e concentração! 

 

*Para terem conhecimento: eu sou formadora (com CAP) e uma das áreas (especializadas) que dou é sobre a Educação da Sexualidade.
  

3 comentários:

terça-feira, janeiro 19, 2010 Margarida Lozano 5 Comments

Conversas #2

Ela - Estou farta de sair e entrar no msn para lhe chamar a atenção, mas ele não me liga nenhuma... (...) E aqui a je teve uma ideia excelente para atrair a atenção dele!
Eu - Então...?
Ela - Então olha... nós sabemos que os homens ficam maluquinhos com certas coisas e tal...
Eu - ... (eu a pensar - estou para ver o que vai p'r'ali... )
Ela - Então tive a grande ideia de tirar uma fotografia em que estou a beijar a boca de uma mulher...
Eu - Desculpa? (para ver se realmente entendi o que eu entendi...)
Ela - Epa, eles agora ficam excitados quando duas mulheres se envolvem e tal... O que há pr'aí é mulheres que não se importavam de beijar outras - isso é o menos -, e eu até conheço uma certa rapariga que me podia fazer esse favor! Já viste?! Estou mesmo a imaginar a cara dele a olhar para a foto em que supostamente estou a beijar uma mulher... É que não falha! É ou não é uma ideia fabulosa?
 

5 comentários:

terça-feira, janeiro 19, 2010 Margarida Lozano 2 Comments

O que muito podíamos fazer... e não fazemos [fizemos]


 Enquanto a minha mãe saía para ir ao cinema, pensei: Há quanto tempo ela não se divertia com as amigas?

Infelizmente as [a maioria] mulheres enquanto casadas têm tendência a deixar escapar o seu quotidiano que tinham antes de o serem. Começam a viver uma vida a dois, também repleto de emoções e momentos de pura felicidade... mas no entanto abdicam do muito que era o momento só delas;  também deixam de ser elas próprias para agradar as pessoas que mais amam. Outras, apenas porque o trabalho lhes ocupa o todo tempo livre.

Algumas vão deixando de olhar para o espelho enquanto pensam "esta sou eu" ou "eu gosto de mim!"... Simplesmente param no espelho, passam  a mão pela madeixa do cabelo, vêem se existe algo estranho na roupa que usam e de repente deixam de olhar como se a pessoa que é seu reflexo no espelho nada lhes era relevante. Deixam de pensar no que poderiam fazer para tornarem mais felizes com elas próprias.

Onde está aquela sensação tão boa de termos um momento só nosso? Porquê fazermos apenas uma escolha entre muitas se podemos ter quase todas? 

E se existem homens com a mesma situação? É claro que existe.
 

2 comentários:

domingo, janeiro 17, 2010 Margarida Lozano 4 Comments

Esqueçam os cobertores eléctricos...


Desde que soube que a avó de uma cunhada minha morreu queimada, esta semana, devido a um cobertor eléctrico, passei a ignorar ainda mais este tipo de "mimo" ao nosso corpo. Se desde a uns tempos eu nunca achei interessante então agora muito, muito menos. 

4 comentários:

segunda-feira, janeiro 11, 2010 Margarida Lozano 3 Comments

Conversas

(no metro, ouvindo uma voz idosa atrás de mim)

Ele - (falava, num tom bem alto, enquanto estava ao telefone) Epa, mas olha que aquela mulher fez-me excitar todo! Estás a ver aquela mulata que mora em xxx? (...) Bem, no outro dia ela fez uma feijoada preta tão boa, tão boa... E ela era mesmo grossa!  Epa, que grande feijoada preta ela me fez! (...)
Eu - ...
Ele - (ainda ao telefone) Digo-te uma coisa aquela mulher fez-me volta a cabeça de uma maneira, tchiii pah, mas é que ela é mesmo boa! Mas tu não estás a ver quem ela é?!? Aquela, homem, aquela mulata... Que parece café com leite! É mulata de cor de café com leite.
 

3 comentários:

quinta-feira, janeiro 07, 2010 Margarida Lozano 5 Comments

Leves & Ausentes está de parabéns!

Completou 6 anos passados na vossa companhia!
Com 124360 visitas.
Muito Obrigada!
 

5 comentários:

sábado, janeiro 02, 2010 Margarida Lozano 1 Comments

Comportamento gera comportamento

Ultimamente tenho ouvido falar em traições e dizem que o melhor que se tem a fazer é não casarem para não haver divórcios.
É a maior estupidez que já alguma vez ouvi! O melhor, melhor mesmo é cada pessoa pegar no bom senso para que divórcios não aconteçam e muito menos traições

Ela - Eu não acredito que o meu marido um dia me traia! (quando na verdade o sonso já tinha traído a mulher do 1º casamento com esta)

Right... Quem faz uma faz duas. Esta é a realidade... 
A realidade de tantas pessoas serem completamente iludidas e parvas nas suas relações e sem qualquer conhecimento do que é realmente viver o amor. O amor não é egoísta, não é infiel, não é destruidor de lares/familia...

(E depois existem os sonsos II - que trairam as esposas - que vivem com as supostas amantes e não sonham que estas algum dia possam trai-los também.)

1 comentários: