sexta-feira, janeiro 22, 2010 Margarida Lozano 3 Comments

PONTO G


Há 'coisa' de poucas semanas estava a ler uma noticia de uma mulher britânica que chega a ter 200 orgasmos por dia. É o que acontece quando existe uma disfunção sexual, dando o nome de Síndrome da Excitação Sexual Persistente. Isto é, cada vez que esta mulher ouve qualquer som/barulho ou vê um flash de uma câmara... qualquer coisa(!), ela chega ao ponto g de uma forma espontânea. E ás vezes chego a pensar:  Fooogo, andam tantas gajas numa luta para terem pelo menos um orgasmo, e depois "aparecem" estas sortudas [ou não - depende do ponto de vista] que têm mil orgasmos por semana sem qualquer tipo de esforço! 

E é com base neste pequeno relato que decidi dar algumas técnicas básicas, que podem ajudar algumas mulheres com dificuldades em chegar ao Ponto G.
Mas antes de começar, para certas meninas que tenham dificuldade em ler "masturbação" e "orgasmo", quero avisar o seguinte: é que nem pensem que vou estar a dizer "para os mais sensíveis neste assunto, é favor, de não ver/ler"... aliás devem ler tudo o que seja relacionado com a sexualidade sem qualquer tipo de sentimento de nojo e preconceito!

Nem toda a gente tem os mesmos gostos, e é difícil agradar todas as mulheres no mesmo sentido aquando do acto sexual. Daí, existe inúmeras técnicas para atingir o orgasmo feminino, até porque algumas delas em que para certas mulheres é infalível para outras não.

Regra Nº1:
- Primeiro de tudo e o mais importante é fazer masturbação. A masturbação serve para conhecer melhor as partes mais sensíveis e que mais gostamos do nosso corpo, e daí podermos usufruir de uma relação sexual mais confiante. Se não sentirem à vontade para fazer masturbação podem sempre pedir ajuda ao parceiro.

Regra Nº2:
- Preparar o ambiente em que se encontram de acordo com o vosso gosto. Podem decorar o ambiente com velas/ incensos, podem apagar a luz se sentirem mais confortáveis... Seja o que for. O importante é relaxar.


Regra Nº3:
- E uma vez que precisamos de sentir-nos confortáveis, devemos tirar todos os pensamentos da nossa cabeça que só serve para distrair, tais como: os problemas da vida profissional/pessoal, «o que é que eu vou fazer daqui a umas horas? ... E amanhã?», etc.

Regra Nº4:
- A concentração no momento. É necessário estarmos o mais possivel concentrados no que estamos a fazer e guiarmos pelo ambiente... Pensar só naquele momento e nada mais! Tentem esforçar.

Regra Nº5:
-  Tal como disse na regra nº 1, o parceiro pode ajudar a estimular os pontos mais sensiveis do corpo da mulher. Daí a comunicação entre duas pessoas é muito importante... E não falo de comunicação só em palavras, falo de gestos e toques que podem fazer um ao outro. A mulher deve guiar o homem para que este possa pegar nos pontos do corpo que a mulher mais gosta e estimula-los - por exemplo, pegar na mão do parceiro e guia-lo para as partes do corpo em que lhe dá mais prazer... Nem todos conhecem as partes mais sensiveis da mulher, e tal como eu referi, nem todas as pessoas têm os mesmos gostos.

Regra Nº6:
- Novas experiências! Diversidade nas posições, diferentes espaços (porque muita gente não sabe o quanto poderão ficar surpreendidos quando descobrirem no que poderá ser o sexo numa banheira cheia de pétalas de rosas/sais minerais, na cama, no chão, na varanda, etc.. É diferente!); podem utilizar óleos de massagens, "materiais" sensuais/sexuais... enfim, tudo o que possa tornar o momento não só original como excitante.

Regra Nº7:
- Deixar as inseguranças de lado. Quando estamos a focar no momento toda  a nossa mente bloqueará distracções negativas, e o nosso cérebro activará todas as suas partes sensoriais.

Tudo isto requer paciência e concentração! 

 

*Para terem conhecimento: eu sou formadora (com CAP) e uma das áreas (especializadas) que dou é sobre a Educação da Sexualidade.
  

Podes Também Gostar De...

3 comentários:

Coelha disse...

Ahhh entao és entendida no assunto... LOL
Sim eu tambem ja tinha sobre isso, é uma sortuda a senhora, podia dividir a sorte. lol
Beijinhos*

guida disse...

lol

Todos nós podemos ser entendidos, basta apenas ter interesse em aprender mais sobre a sexualidade. Agora, para quem tem especialização nesta área/tema vai mais ao fundo da questão, é mais técnico, tem de se perceber a parte de psicologia do assunto... Enfim, "N" coisas. ;)

Eu não ensino - maiorias das pessoas sabem pelo menos o mínimo sobre o que envolve a sexualidade em si -, apenas oriento e faço ver a "peça" que falta num puzzle que para alguns é um quebra-cabeças ;)

Considera-te tão sortuda quanto eu! ;) Vale a pena saber mais eheh

Obrigada pelo comentário

xxx

A.Menina disse...

Ah grande Guida!! Sim sra um post como deve de ser, informativo e apetecivel :P

Beijinho =)