Assim não saimos do mesmo!

quinta-feira, junho 30, 2011 Margarida Lozano 5 Comments

  

Uma amiga minha, mestre em Psicologia, foi uma das seleccionadas para entrar no grande mundo da Microsoft. Ao fim de tantos entrevistados e muitas entrevistas, estavam indecisos entre ela e um rapaz. Estamos a falar de um estágio em que iria enriquecer profissionalmente na área em que se encontra... Acontece que os responsáveis escolheram o rapaz, porque tinha mais experiência como psicólogo. Até pode fazer sentido mas... se continuam a contratar pessoas com experiência, aquelas que não têm alguma vão continuar sem experiência, não é verdade? Pois... assim está complicado. 
 

5 comentários:

A cegueira e o ciúme que não deixam pensar...

terça-feira, junho 28, 2011 Margarida Lozano 10 Comments

  

Vi um filme cujo a história fala sobre um homem que tem uma amante - a tal que a namorada desconfia de quem se trata. A "amante" por sua vez também é traída, uma vez que não sabe que ele tem uma relação e... "outras". Acontece que ambas são enganadas por ele... Mas foi mais fácil a "amante" ser fortemente criticada/julgada pela mulher sem apontar o dedo ao namorado - o único que errou em todo este "triângulo".
 
Quantas vezes já presenciaram factos deste tipo?
A mim dá-me uma "comichão" enorme! Cegueira que não deixa pensar com clareza, e a falta de bom senso não ajuda.
 
"Desconfio que ele anda a trair-me! Vi mensagens impróprias que uma tipa mandou ao meu namorado. Se eu descubro quem é, está lixada!" 
  
Não deveria ela ter um interesse maior pelas mensagens [enviadas] que o namorado manda à "outra", uma vez que é o meio de saber se ele está receptivo as tais mensagens e o único que tem de justificar a atitude perante ela? É claro que deveria.
 

10 comentários:

Não é bom, é excelente

sexta-feira, junho 24, 2011 Margarida Lozano 11 Comments

  

Na passada terça-feira, dia 21 de Junho de 2011, marca na história a eleita primeira mulher presidente da Assembleia da Republica portuguesa, rompendo assim a retórica institucional. O discurso de Assunção Esteves não traz promessas, nem 'fretes' - é brilhante! Agora sim, pela primeira vez tenho orgulho em uma deputada, não só por ser a primeira mulher da Assembleia, mais ainda pelo discurso genuíno que se fez ouvir. Eu tenho esperanças. Podem ver aqui.
  

11 comentários:

Dia de Solstício...

terça-feira, junho 21, 2011 Margarida Lozano 20 Comments

  
cliquem na imagem
    
   ... e mais um ano de Margarida
        ;)

20 comentários:

Todos os destinos por onde passei

segunda-feira, junho 20, 2011 Margarida Lozano 9 Comments

Peripécias Sem Fronteiras #12

(em imagens)


Eslováquia
Eslováquia
Suiça
Suiça
Suiça
Suiça
Dinamarca
Dinamarca
Dinamarca
Dinamarca


Dinamarca


Alemanha
Croácia

Croácia

Croácia
Suécia
Itália, Roma
Itália
Itália
Hungria, Budapeste
Budapeste

Hungria, Pécs
Pécs
   

9 comentários:

Só para te dizer...

segunda-feira, junho 20, 2011 Margarida Lozano 1 Comments

  
   
Bom dia.
    

Literalmente Apanhada

sexta-feira, junho 17, 2011 Margarida Lozano 13 Comments

  

Ao cruzar com um homem de quase 80 anos, sem querer bati com a minha mão no braço dele; e conforme lhe bati ele curva-se quase em cima do capô de um carro, metendo a mão direita no peito...
Pensei que ele estava a ter um enfarte ou um ataque de coração...
- O senhor, sente-se bem??
Não respondia, só gemia, gemia, encravava mais a ponta dos dedos no lado do coração...
- Quer que lhe chame alguém??
E continuava, quase com os joelhos no chão... e eu cada vez mais preocupada.
- Eu vou chamar uma ambulância!

Calmamente ele endireita-se, segura nas minhas mãos, e diz com o ar mais pacifico do mundo:
- Menina, deixe estar... estava a brincar consigo. (depois ri-se)
- Está doido?!? (desato-me a rir também)

O raio do homem a brincar desta maneira!
 

13 comentários:

Se tu viesses ver-me hoje...

quinta-feira, junho 16, 2011 Margarida Lozano 12 Comments

  
   
Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti... 
  
Florbela Espanca
    

12 comentários:

O Momento

terça-feira, junho 14, 2011 Margarida Lozano 15 Comments

  
 


Viver o momento...
E esta noite promete ser risonha - lembra-me aquelas noites quentes de Verão, sentada na esplanada ou a ouvir o som da música preferida enquanto o corpo embala nela; rir até doerem os ossos, libertar e transpirar energias da nossa alma, encher os pulmões e cantar bem alto, roçar os lábios que teimam em não distanciar na bebida que nos sabe pela vida... ou em outros lábios. Viver o momento.
Hoje enchi o corpo de energia, animei o meu espírito, mimei a minha pele e vesti o melhor vestido, para viver mais um momento. Até amanhã.
 
E vocês? O vosso momento? ;)
 

15 comentários:

No limits

segunda-feira, junho 13, 2011 Margarida Lozano 7 Comments

   
 

Não vou estar com superlativos e hipérboles... basta apenas introduzir a palavra "férias", e saberão ao que me refiro. Começa a contagem dos bons momentos, noites quentes, gargalhadas contagiantes, o resto vem por acréscimo e que tem igual valor.
Espantam-se aqueles que acham que as férias é quase para ricos, resultado da "vida que está difícil"... Eu vejo-as como um mimo a mim mesma, de que todos nós precisamos. A ausência destes mimos, independentemente do tempo que esteja a decorrer, faz-nos chegar a um limite que nós não queremos e por vezes nem nos damos conta...
mudanças de humor
discussões sem sentido
sem concentração 
  
sem gosto naquilo que se faz
  
nível de auto-estima em baixo
sem paciência para quem mais ama...
  
...falta de dedicação pelos mesmos
  
entre outros factores.
  
Isto é o resultado quando chegamos a esse mesmo limite, e não tiramos dias para nós (e para aqueles que mais amamos). Há quem ouse desafiar os limites... bom, a saúde não se compra e o dinheiro não compensa. Façam algo por vocês mesmos.
   
    
P.S.- Agora sim, terei mais tempo para dedicar-me aos vossos blogs! :)
  

7 comentários:

A que te sabe o Verão?

quarta-feira, junho 08, 2011 Margarida Lozano 19 Comments

  
  

19 comentários:

Por mais nuvens negras que tenha...

segunda-feira, junho 06, 2011 Margarida Lozano 9 Comments

  

 
Há dias em que não compreendemos o tempo, e a probabilidade de sermos enganados por ele é muita... A semana passada "caí" que nem um pinto encharcado. Sem chapéu-de-chuva, sem botas apropriadas, e sem paciência.  
  
Não sou de estar á porta do metro, nas paragens ou num "abrigo" qualquer á espera que a chuva resolva ir embora; corri o mais que pude para chegar ao trabalho a horas, mas as poças eram mais que muitas e bloqueavam-me o caminho... Eis que encontro uma mulher (entre os 20 e 30 anos) acompanhada por uma criança na mesma situação sendo que a única diferença é que elas tinham um chapéu-de-chuva. Protegeram-me. Na altura em que teríamos de seguir por caminhos diferentes, ela insistiu que fosse até a casa dela para dar-me um chapéu-de-chuva: "Muito obrigada, mas eu não tenho forma de devolver-lhe o chapéu", "Não tem mal! Venha, a minha casa é já ali!", com muito custo aceitei e nem sei quantas vezes lhe agradeci. Assim que entrega o chapéu, disse: "Vai ver que vai gostar"...
  
Por mais chuva que eu tenha apanhado, por mais encharcados os meus pés estavam... nada, mas nada conseguia afastar o "sol" que aquela mulher me deu - eu estava a ferver de tanta benevolência.
 

9 comentários:

Desafio Literário

quinta-feira, junho 02, 2011 Margarida Lozano 12 Comments

  

Se há coisas que adoro receber, uma delas é um bom livro... Os romances e a literatura fantástica são a minha preferência. Aqui podem ver um desafio proposto pela Irina do blog Pétalas de Palavras. Enjoy.

1. Existe um livro que leias e releias várias vezes?
"O Guerreiro-Lobo", Sandra Carvalho

2. Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentas-te e nunca conseguiste ler até ao fim?
"Chocolate", Joanne Harris

3. Se escolhesses um  livro para o resto da tua vida, qual seria ele?
"Vai Aonde Te Leva o Coração",  Susanna Tamaro. 

4. Que livro gostarias de ter lido mas que por algum motivo nunca leste?
Não existe. 

5. Que livro cuja "cena final" jamais conseguiste esquecer?
A Filha da Floresta", Juliet Marillier 

6. Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual seria ele?
Sim. Livros sobre a "Anita", histórias clássicas da Disney, "Arrepios"... 

7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?
Os Maias... Consegue-se adivinhar porquê. 

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.
Tenho muitos, posso mencionar os escritores que gosto: Sandra Carvalho, Juliet Marillier, Susanna Tamaro, Nicholas Sparks (eu avisei que gosto de romances)... 

9. Que livro estás a ler neste momento?
"O Sacerdotisa dos Penhascos", Sandra Carvalho.

10. Indica 10 blog:
Todos os bloggers que comentaram o último post do blog.
  

12 comentários: