A sério que ainda fico surpreendida com esta coisas

quarta-feira, julho 06, 2011 Margarida Lozano 26 Comments

  

Um amigo meu teve a contar-me uma história de um colega de trabalho - divorciado há um ano e com dois filhos (10 e 12 anos). Este ao juntar-se com a namorada, pretendia ter mais um filho mas não conseguia engravidá-la. Foi ao hospital fazer análises para saber se existia algum problema uma vez que não é propriamente jovem. Com a conclusão das análises o médico disse-lhe que ele é estéril:
Ele - Mas é temporário, não é?
Médico - Não, você sempre foi estéril.
Ele - Dr., não pode ser! Eu tenho dois filhos!
O médico aconselhou trazer os filhos dele ao hospital para fazer os testes de ADN e comprovar que as análises estariam correctas. Assim foi... Conclusão: descobriu que sempre foi estéril, que não é o pai das crianças e que a ex-mulher traiu-o todos aqueles anos!
Ao confrontar com a ex-mulher, esta confirmou a traição mas não sabia que ele não é o pai. Com tantos homens que ela deve ter levado para a cama, como poderia ela saber...

Podes Também Gostar De...

26 comentários:

A ex só tem um nome.
Parece história de novela.
E se não fosse ao médico ia continuar sem saber...

...Ju... disse...

isto é real?
coitado do homem!

Ritinha disse...

Essa história é horrível :O
Como é que há gente que consegue descer tão baixo???

Beijinho

guida disse...

Junto á Janela:
Precisamente! Se ele não fosse ao médico, continuava a viver nesta grande mentira... A verdade vem sempre ao de cima!

guida disse...

...Ju...:
Sim Ju, bem real... Agora imagina quantas realidades destas existem por este mundo fora.

guida disse...

Ritinha:
Gente que só olha para o seu umbigo.

Vera, a Loira disse...

Ai... até me arrepiei. Fiquei chocada.

Nokas disse...

Isso parece tirado de um filme...

Vintenso disse...

Já me tinham dito e cada vez tenho mais certeza.. a vida real ultrapassa em muito a ficção.

Irina disse...

Meu Deus, fiquei sem palavras...

Mil pétalas...

guida disse...

Vera, a Loira:
Eu também, nem consegui comentar enquanto o meu amigo estava a contar-me isto.

Nokas:
Cada vez mais acredito que a ficção não é disparatada de todo! Há realidades que doem mais!

guida disse...

Vintenso:
É exactamente assim que penso! A realidade chega a ser dura.

Irina:
A quem o dizes! Também não sabia o que dizer quando me contou.

AVOGI disse...

queredo, quase que nao acredito! mas que cena eu acho que me ria a meio da conversa nao ia-me conter coitado do pobre homem cornudo sem saber os anso todos
kis .=)

TERESA SANTOS disse...

Guida,

Acreditas que não me espantou nada esta "estória"?

Sei que isto não é nada abonatório para a mulher, mas tenho quase a certeza que casos como esse deve haver muitos.

Lamentavelmente...

Beijinho.

Marta disse...

Bolas que história!!!

nina disse...

Acho o teu blog muito interessante, apesar desta historia ser pouco infeliz, as outras postagens sao muito boas e até divertidas..
vou seguir *.*

guida disse...

Avogi:
Houve momentos em que desatei a rir-me de tanta pouca sorte ele teve. Fiquei parva!

Teresa Santos:
Acredito que sim, que não seja a primeira vez que isto acontece. Assim como acho que muitos estão na mesma situação e ainda não sabem.

guida disse...

Marta:
Acredita! Ainda hoje surpreende-me!

Nina:
Bem vinda! Obrigada! Sabe bem ler elogios assim :)

Susana Fonseca disse...

Infelizmente são tantas e tantas as histórias semelhantes... outras até contornos mais sórdidos ainda...

Alguém me disse à bem pouco tempo "As telenovelas são sempre cheias de dramas... mas se elas existem é porque têm algum fundamento..." e quando menos esperamos somos nós que nos transformamos na personagem principal de uma dessas novelas...
Ai que o mundo era tão mais fácil se as pessoas fossem mais humanas, mais sinceras e menos egoístas!
Beijos

м♥ disse...

isto é mesmo real?? que história!

Luzinha disse...

ESTOU CHOCADA!!!!

Mike disse...

Pai não é quem faz... é quem cria!
Apesar da descoberta, tenho quase a certeza que ele não iria gostar menos dos filhos.

guida disse...

Susana Fonseca:
Como seria tão fácil sim... mas as pessoas têm tendência a irem para um caminho mais difícil.

Luzinha:
I know! ;)

guida disse...

M[coração]: sim, infelizmente. :(

Mike:
Disso estás acertado! O pai não deixou de gostar e continua a trata-los como filhos.

Mike disse...

Se fizesse o contrário então não era o pai :(

Me disse...

Surreal, completamente surreal.
A mulher acabou de destruir a vida ao homem, é que não se faz!