quarta-feira, janeiro 31, 2007 Margarida Lozano 3 Comments


Linhas da Morte

Ia muito bem no metro a caminho da estação de Alvalade quando de repente, chegando á estação, vi uma senhora (novinha) debaixo da carruagem uma vez que se atirou para as linhas férreas para ser 'apanhada' pela respectiva carruagem. Então pensei, como é possivel haver tanta coragem para se querer um destino como aquele?! É preciso estar-se muito desesperado(a) para fazer uma coisa daquelas.
E claro, ouve-se tudo um pouco da boca de "boa" gente: "Porque é que ela não esperou por outra carruagem?! Fez-me perder o metro!", "Pois, é para que ela saiba aquilo que acabou de prejudicar a muita gente", "Que caraças, ao menos que pensasse nos outros que estão aqui atrasadíssimos".

É agradável ouvir isto não é?

P.S. Embora muito partidinha, sobreviveu. Não me perguntem como.

Podes Também Gostar De...

3 comentários:

Dalman disse...

Boas

Defacto, só estando mesmo muito mal para se tomar uma atitude dessas de querer terminar com a própria vida.

Já esses comentários só mostram a pequenez e o enorme umbigo de muita gente que esquece de ver no próximo o sofrimento e o apelo do amor que um dia também vão pedinchar.

guida disse...

Menina Andreia, o que aconteceu com o seu blog que não consigo ver posts novos? ;) tens que postar, goso muito de ler o que escreves ;)

Indie-Go! disse...

loool..axei bué piada ao gajo que disse aquilo..é 1 comediante nato desculpa lá..isso é humor negro do melhor..mas claro desde que nao fosse dito com sentimento né ;P