Peripécias Sem Fronteiras #2

sexta-feira, junho 04, 2010 Margarida Lozano 15 Comments






Quando estive na Eslováquia fui para um lugar onde não havia conforto de que tanto as mulheres apreciam, não havia centros comerciais, lojas, carros, restaurantes... nada. Parecia uma autêntica Heidi ali no meio. Se fiquei aborrecida?? Nada! Até posso dizer que foi lá que tive um dos momentos mais altos no meu historial! Conheci o Stephan que pareceu-me ser a pessoa que menos se preocupa com a higiene, mas faz as melhores saladas que eu já provei! 
Quando eu e uma amiga minha estávamos a lavar a loiça com o sabonete (sim, tal como indiquei, estava no meio do nada vivendo como uma Heidi) eis que o Stephan entra pela cozinha, pega no sabonete e atirando-o para o mato, diz: "Vocês não sabem lavar a loiça! Agora é que vos vou mostrar como se lava uma loiça!". E nós com cara de parvinhas, do género: ele acabou de atirar o único sabonete que tinhamos! Ele não faz mais nada pega numa tigela e esfrega-a apenas com água, depois vira-se para mim e diz: "Estás a ver?!? A tigela está limpa!". Eu só olhava com cara de chocada para a tigela e a ver gordura em tudo que era sitio!

Estes homens não percebem mesmo nada!
   


*Na foto: a casa onde estive (Eslováquia). É simplesmente linda! 
  

Podes Também Gostar De...

15 comentários:

Adoro casas em madeira!
Nostalgia da Heidi, como tantos outros do meu tempo que nada se compara a estes bonecos de agora... enfim... :(
Os homens, esses, são aquela base :)

Beijos

Vera disse...

Espectáculo. É tão bom conhecer coisas e maneiras de vida diferentes.


Beijinhos.

Bloguótico disse...

Não se trata de se perceber ou não... mas sim em ser-se prático!! :D

ot disse...

cambada de eslovacos!
nós cá em Portugal somos
diferentes...

ººº
Já sei... adoras o nosso país.


Bjooooooooooooo tugaaaa

AVOGI disse...

olha Guida eu já lavei com....terra, sim com terra pura do campo. e ficou bem lavada, sem gordura kis :)

guida disse...

A minha essência:
Eu sempre adorei reviver essa nostalgia, e aquela casa marcou-me precisamente por isso. ;)

Vera:
Não poderia estar mais de acordo contigo! Para mim isso é essencial ;)

Bloguótico:
Também não deixa de ser prático usar um sabonete, e é mais higiénico.

guida disse...

OT:
Os eslovacos até são simpáticos. Simplesmente esta pessoa, que vive no campo, tem hábitos diferentes que os que vivem na cidade. ;) Definitivamente somos diferentes, sem dúvida!

JOTA ENE:
Gosto bastante sim, aliás, caso contrário não estaria ainda aqui ;)

AVOGI:
Eu acredito que até com terra pura nós conseguíssemos uma loiça lavada, eu iria comprovar com os meus olhos e tu; acontece que a tigela estava mesmo mesmo gordurosa lolol ;)

Ritinha disse...

bem isso realmente é um bocadito nojento xD
os homens são básicos de mais é o que é :O

Cadinho RoCo disse...

Não tome por referência o comportamento do moço que de fato é amante da immundíce.
Cadinho RoCo

Olhos Dourados disse...

Torna-se um bocado nojento... lol

guida disse...

Ritinha:
Sim, mas mais "assustador" ainda é aperceber-me que ele não estava a brincar! LOL


Cadinho RoCo:
Referência?!? A intenção não é essa que pretendo colocar. Estou a constatar um facto de que os homens EM GERAL têm as suas limitações em certos casos. ;) Obrigada pela visita!

Olhos Dourados:
Um bocado?!? Eu praticamente deixei de ter vontade de comer naquela tigela que tanto ele insistia em deixa-la "gordurosa". lol

Paloma disse...

ahhh, que horror! ehehe,. eu tb ja tive na eslováquia, mas como foi em bratislava, usava-se sabonete ;) pelo menos, lá em casa!

guida disse...

Olá Paloma,

Antes de mais obrigada pela visita!
Também tive na Bratislava e aí já tive direito a "laça loiças"! haha
Espero que tenha gostado do país ;) beijo

O sitio parece-me muito bonito e aposto que a experiencia da Heidi deve ter sidomuito gira, eu addorava ter essa experiencia uma vez que adoro a heidi