terça-feira, setembro 28, 2010 Margarida Lozano 12 Comments

Definição de "Receio"



receio  
s. m. 
1. Incerteza.
2. Apreensão.
3. Temor.
 

   
       
Exemplo:
Há uns anos que sei o que quero para a minha vida; que tenho traçado no futuro os objectivos e planos que só depende de mim a serem realizados... Mas acarreto com um peso enorme sobre mim, peso esse que tanto pode chamar-se confiança, como também receio. Tenho um plano, um objectivo que é sem dúvida o mais desafiador. Estou confiante, e sei que o resultado irá ser positivo! No entanto, não depende só de mim... depende da convicção do que ele sente e quer não só para ele como para nós. Eu sei o que quero e sei o que tenho de fazer para ser feliz, mas o receio não sai do meu espírito sempre a questionar "e se ele deixar de confiar em si mesmo para este desafio?". Porque confiança ele tem, mas é preciso compreender muita coisa, ser-se paciente, ter força de vontade, ter consciência das consequências (sejam elas boas e/ou más), e sobretudo  é preciso manter o essencial desse desafio: o amor. Não estou a falar de sentimentos e relações que vão-se construindo para depois se tornarem descartáveis... Isso é o que temos a mais neste mundo, e dispenso. 
   
   

Podes Também Gostar De...

12 comentários:

Zen disse...

Não é certamente a primeira vez que sentes receio ou irás sentir sabes isso certamente. E sabes também que sem arriscares nunca irás saber...

Mas isso tu já sabes

O resto do que não sabes, parece estúpido lol mas só tu saberás :)

...Ju... disse...

o que é preciso é apostar firme numa convicção e defendê-la enquanto houver motivos para isso. se as possibilidades de um bom resultado são válidas... o receio tem que la estar. para nao te deixar baixar demasiado a guarda e facilitares demais!

BS of Life disse...

O amor por nós mesmas, penso que é o mais importante de manter.
Um beijinho.

Vera, a Loira disse...

O receio acaba por passar, acredita.

Beijos.

BS of Life disse...

Receio é normal sentir, faz parte, é importante e talvez seja um teste para o re-equilíbrio... Digo eu!

Irás encontrar o caminho a seguir... ;)

Beijoca

kitty disse...

o receio, quem já não sentiu isso? eu já, tantas e tantas vezes... mas o que interessa é continuar, com medo, mas continuar, olhar para a frente, deixar esses medos para trás, superar esse sentimento, mas é tão mais fácil falar que fazer, eu bem sei

kitty disse...

guida, tenho um selinho no meu blog para ti :)

Ritinha disse...

Eu acho que é bom sentir algum receio. Não um receio que te impeça de viver a vida, mas sim um receio que te impeça de seres demasiado confiante e te deixes de esforçar pela relação...

guida disse...

Obrigada meus queridos. Aproveitei apenas o desabafo... Todos nós temos sensações boas e más de se sentir, faz parte mesmo do ser humano, e faz-nos crescer! Sermos mais fortes!

beijinhos para todos

Bloguótico disse...

http://centoevintecincoazul.blogspot.com/2010/10/ves-me-na-tua-vida-daqui-5-anos.html

guida disse...

Bloguótico:
Se tivermos algo definido que queremos realizar, vamos para a frente com ele. Caso esteja feliz "hoje", e que futuramente poderei não estar... é porque vivi de incertezas e receios. Quando supostamente deveremos ser mais convictos do que estamos a fazer, do que somos e o queremos para nós. Para mim é impensável sequer assustar-me [como a blogger] só de pensar que futuramente não será como agora... é sofrer antecipadamente. Há pessoas que não sabem onde/com quem estarão, é natural... mas não estamos a falar de todas.
Há 5 anos atrás sabia perfeitamente o que ia acontecer neste preciso momento, e por quê? Porque trabalhei para o futuro e persisti nele. O que pode acontecer é uma ou outra coisa que possamos não estar a espera; em relação a objectivos e ideais: temos de persistir neles se queremos atingir alguma coisa!